PÁGINA PRINCIPAL  |  LÍNGUA/PAÍS  |  LOGIN  |  ÁREA DO PRODUTOR


Busca  

Notícias

Interessados no Nelore brasileiro, Equador e Colômbia terão palestras sobre genética e cruzamento industrial
Gerente de Corte da Semex Brasil fará palestras e treinamentos nos dois países ent...
Regional Semex realiza palestra sobre melhoramento genético em Paraíso/SC
Produtores e inseminadores do município de Paraíso/SC, participaram no último...
Gincana de integração arrecada mais de 1.200 alimentos não perecíveis para instituição de Blumenau
Ação fez parte de um trabalho de desenvolvimento de equipe em empresa de gené...
Clube da Bezerra marca início da parceria Semex e Cooperativa Auriverde
A 22° edição do Clube da Bezerra Auriverde realizada no dia 20 de outubro, em Cu...
Grupo Semex leva tecnologia e soluções em genética para Leite Show 2018
Tudo pronto para mais uma Leite Show. Em 2018, o evento será realizado entre os dias 24 e 27...
De olho em novas tecnologias, produtores brasileiros visitam fazendas da Califórnia
Foram visitadas sete fazendas dos Estados Unidos, além de laticínio, fábrica ...

Veja Todas As Notícias
Cliente Programa Semex Progressive - Granja 4 Irmãos
Artigo publicado em Dezembro 19, 2017, 05:58:06

Bookmark and Share    Subscribe

PROPRIEDADE: Granjas 4 Irmãos S/A Agropecuária, Indústria & Comércio

LOCALIZAÇÃO: BR 471, Km 501, Taim / Rio Grande / RS

 

A proposta deste artigo é comentar a metodologia atual de trabalho na sua atividade de produção de leite voltada aos principais indicadores de desempenho avaliados na Granja 4 Irmãos (Granjas), como também mostrar alguns resultados obtidos após a remodelação do seu sistema de produção de leite.

Localizada no município de Rio Grande, no estado do Rio Grande do Sul, a Granjas 4 Irmãos S/A desenvolve atualmente quatro atividades primárias – lavouras de arroz, lavouras de soja, pecuária de corte e pecuária de leite, sendo soja e leite as atividades mais recentes. Depois de quase 60 anos de atividades dedicadas a orizicultura e à pecuária de corte, a Granjas 4 Irmãos S/A viu a necessidade e oportunidade de diversificar seus negócios. Um dos segredos de sucesso do seu modelo de negócios é a forte tradição familiar com gestão profissionalizada, agregando sinergia entre as atividades desenvolvidas, obtendo assim altos índices de produtividade. A propriedade rural, seguindo sua vocação de alta produtividade no setor regional da agropecuária, buscou inovação com a remodelação do seu sistema de produção de leite, antes extensivo a pasto com suplementação, hoje funcionando a 10 meses com a implantação de um sistema intensivo de produção de leite em confinamento do tipo Compost barn, projetado para acomodação de 500 animais em lactação.

 

REPRODUÇÃO

Atualmente, o principal objetivo da fazenda é aplicar conceitos de eficiência reprodutiva que tenham como foco principal o aumento da renda e o incremento na produtividade. Nesse caminho o plano genético da Granjas 4 Irmãos (figura 1) tem focado na busca de animais funcionais que congreguem características fenotípicas. Nesse quesito, saúde e fertilidade somam 30% do foco de seleção dos touros, sendo destes 40% para fertilidade das filhas (DPR), utilizando touros Imunity e genômicos. No ano de 2017, foram utilizados touros como Unicorn, Spiderman, Mansfield, Praise e Pledge, com resultados de concepção em vacas de lactação muito semelhantes (38,6%, 38,6%, 36,6%, 33,1% e 31%, respectivamente).

 

Figura 1.Plano Genético da Granjas 4 Irmaõs – Semex Works

 

 

A primeira avaliação ginecológica dos animais ocorre logo após o parto e novamente entre os 37 e 43 dias pós-parto. O objetivo é avaliar ciclicidade (presença ou ausência de corpo lúteo), a involução uterina e a presença ou ausência e aspecto do conteúdo uterino (coloração, odor e viscosidade), utilizando-se para isso vaginoscópio e Metricheck®.

O manejo reprodutivo é feito semanalmente. O primeiro diagnóstico de gestação ocorre aos 28-30 dias após inseminação com a confirmação da gestação aos dias 45 / 60 / 75 / 90 / 105 e secagem, como pode ser observado no fluxograma abaixo.

O animais aguardam 40 dias para poderem ser inseminados após o parto (PEV). Nos animais com mais de 51 dias pós-parto que não foram inseminados e que apresentem características de saúde uterina e Escore Corporal adequado (acima de 2,5), utiliza-se o protocolo de inseminação artificial em tempo fixo (IATF). 

Figura 2. Fluxograma de manejo reprodutivo

 

 

ÍNDICES REPRODUTIVOS

            Todos os dados obtidos pelo manejo reprodutivo são gerenciados por um software (Ideagri®) e por planilhas de excel, onde mensalmente é gerado um relatório que consta indicadores técnicos da reprodução, utilizados para a tomada de decisões. Com a entrada no sistema confinado, onde pode-se ter maior assertividade das decisões tomadas, espera-se uma melhora progressiva dos resultados reprodutivos e produtivos ao longo de 2018. Abaixo seguem alguns dos indicadores analisados (tabela 1).

 

 

ÍNDICES PRODUTIVOS

Segundo Cooperideal (2016) a melhoria da renda gerada na propriedade leiteira é fruto do incremento de produtividade, que resulta da adequada interação entre o uso eficiente da terra, melhor desempenho animal (aplicação correta de técnicas de manejo e de conforto dos rebanhos) e da margem de ganho obtida por cada litro de leite produzido (oriundo da correta aplicação de conceitos gerenciais). Com maior produção em uma mesma área e maior margem de ganho por litro, o produtor passa a maximizar o desempenho econômico do seu negócio, obtendo resultados satisfatórios com o trabalho realizado, de maneira a quebrar os paradigmas estabelecidos pela falta de entendimento técnico da atividade. Com base nesse conceito, abaixo exemplos de indicadores de produtividade analisados na propriedade. A figura 3 representa a média de todos anos de produção de leite na fazenda (sistema extensivo em pastoreio; eixo valor zero), enquanto as barras indicam a porcentagem (%) a mais de leite produzido desde a introdução dos animais no sistema compost-barn. A figura 4 representa a produção de leite do lote de baixa produção da fazenda que foi dividido e metade incorporado ao rebanho em compost-barn e a outra metade seguiu em pastoreio. O mesmo grupo de animais produziu até 58.5% a mais e leite comparado aos animais contemporâneos porém em sistema extensivo a pasto, demonstrando o efeito de ganho de produtividade após egresso no sistema confinado.

 

  1. Pessoal técnico qualificado para a obtenção de leite com qualidade. Pois sem um fator humano competente e comprometido ao contexto da gestão, não há como obter uma padronização nos processos e desenvolvimento de novos produtos;
  2. Eficácia e Eficiência no detalhamento do projeto e na construção do prédio de confinamento Compost-bar. É preciso respeitar os detalhamentos técnicos exigidos para que a resposta em produtividade e qualidade do leite estejam assegurados;
  3. Eficácia e Eficiência na aquisição do sistema de irrigação, pois seu sucesso determinará o alimento dos animais e a garantia de uma produtividade de leite.
     

            A gestão dentro de uma propriedade leiteira bem como a criação de um banco de dados é de suma importância. Através desse gerenciamento de indicadores é possível obter informações da eficiência do manejo proposto e acompanhar a evolução histórica da propriedade, podendo assim tomar decisões em busca de melhorias. Trabalhar com eficácia e eficiência aliado a pessoal técnico qualificado faz parte dos objetivos e estratégias do negócio leite da Granjas 4 Irmãos. 

 

Mais informações:

Giovani Fagundes
Distrital RS e SC
giovani@semex.com.br
(47) 9.9928-6900

 


 



Imprimir Artigo | Enviar Artigo por Email

Registre-se na nossa Mailing List para receber notícias da Semex Brazil por email