PÁGINA PRINCIPAL  |  LÍNGUA/PAÍS  |  LOGIN  |  ÁREA DO PRODUTOR


Busca  

Notícias

Grupo Semex estima crescimento de 30% em 2019 e contrata novo Gerente de Mercado
A Gerência de Mercado da empresa passa a ser coordenada pelo zootecnista Daniel Schwahofer ...
Itaipu Rural Show 2019 terá lançamentos de novas tecnologias para a pecuária
Entre as novidades que serão apresentadas está o programa de estratégia gen&o...
Touro da Semex Máximo FVCP comprova precocidade e qualidade de sua linha genética
A qualidade do touro Máximo FVCP já é conhecida por muitos pecuaristas que bu...
Novo Programa de Estratégia Genômica traz simplicidade, dados automatizados e resultados de imunidade para o setor
Lançado pela Semex, o Elevate simplifica o teste genômico, facilita o entendimento do...
Interessados no Nelore brasileiro, Equador e Colômbia terão palestras sobre genética e cruzamento industrial
Gerente de Corte da Semex Brasil fará palestras e treinamentos nos dois países ent...
Regional Semex realiza palestra sobre melhoramento genético em Paraíso/SC
Produtores e inseminadores do município de Paraíso/SC, participaram no último...

Veja Todas As Notícias
Novo Programa de Estratégia Genômica traz simplicidade, dados automatizados e resultados de imunidade para o setor
Artigo publicado em Dezembro 20, 2018, 13:07:28

Bookmark and Share    Subscribe

Lançado pela Semex, o Elevate simplifica o teste genômico, facilita o entendimento dos resultados e permite a identificação de fêmeas de imunidade elevada dentro do rebanho

 

A era da genômica já é uma realidade em inúmeras propriedades leiteiras ao redor de todo o mundo. No Brasil, a técnica vem ganhando força e já apresenta resultados importantes para o melhoramento genético dos rebanhos nacionais. Porém, muitas dúvidas em relação à coleta dos dados, envio do material e, principalmente, interpretação dos resultados ainda impedem que uma grande parcela de produtores invista na técnica. E é a simplificação de todo esse processo que o novo Programa Elevate, que acaba de ser lançado pela central de inseminação Semex, propõe. O programa é o único do mercado que, além de funcionar de forma totalmente automatizada – por meio de um aplicativo exclusivo que, com um simples scanner (com a câmera do celular) de código, cataloga todos os dados, sem o uso de anotações em papéis e planilhas –, ainda permite a identificação de fêmeas de maior imunidade das raças Holandesa e Jersey, assim como valores genômicos de mais de 100 outras características, todas ligadas à produção, saúde e tipo dos animais. 

Para o produtor de leite, esse avanço na genômica não só melhorará a rentabilidade do negócio como também reduzirá consideravelmente o tempo gasto para formar um rebanho geneticamente superior.  Segundo o Dr. Claudio Aragon, diretor de mercados da Semex Brasil, antes do genoma, o produtor tinha de esperar a vaca parir e encerrar uma lactação para saber se o animal era realmente bom. Hoje, com cinco ou seis meses de idade, ele já tem essa confirmação e pode multiplicar a genética desses animais. Isto é: quanto mais jovens as fêmeas forem submetidas ao mapeamento genômico, maior será o ganho genético para o rebanho. “Isso significa uma redução no intervalo de geração de uns quatro anos, ou seja, é um salto genético extraordinário. E o melhor de tudo: com o Elevate, todo esse processo se torna muito simples e fácil, com baixo custo para o produtor e com um retorno financeiro altíssimo. Sem dúvidas, esta é a melhor forma de gerenciar a estratégia genética de um rebanho”, relembra. 

Como vai funcionar

O principal objetivo do Elevate e da Semex é simplificar todo o processo. Por isso, o objetivo do aplicativo do programa é auxiliar o produtor em todas as etapas. E tudo começa com a decisão de quais animais devem ser submetidos ao teste. Para isso, a Semex conta com um aplicativo que dá acesso a todas as informações do rebanho e permite definir a melhor estratégia genética dentro dos objetivos de trabalho da propriedade. “Com base nesse planejamento personalizado e traçado com o auxílio de um representante da Semex, os animais indicados para o teste genômico serão listados no aplicativo, informando o custo-benefício do procedimento para cada fêmea do plantel.Com isso, o produtor evita gastar dinheiro fazendo testes em fêmeas de baixo potencial genético”, explica o Dr. Aragon. 

Ele acessará a lista dos animais aptos ao teste e, depois, fará a coleta do material de DNA. Esse processo também é todo auxiliado pelo Programa, que disponibiliza o material de extração e envio para análise laboratorial.O DNA será extraído no Brasil e enviado para os Estados Unidos para obtenção dos valores genômicos. Ao fazer a coleta da amostra, o produtor recebe um código e poderá acompanhar o status do andamento de todo o processo em tempo real. Assim que finalizado, o cliente receberá o resultado diretamente no aplicativo ou, caso prefira, poderávisualizar e trabalhar no computador. “Com base nos dados genômicos recebidos, será possível combiná-los com outras informações do rebanho e definir o melhor planejamento genético para alcançar as metas da fazenda. Será possível utilizar os dados gerados pelo Elevate em programas como o Semex Works, que cria índices genéticos e econômicos personalizados para cada propriedade, e o Optimate, que utiliza esses índices para definir a estratégia de acasalamento do rebanho, separando os animais por grupos de acordo com a qualidade genética. O Elevate complementa esse planejamento, tornando o procedimento muito mais confiável, com base no real potencial genético do animal”, pontua o Dr. Aragon.

 

Genoma Immunity+

Além da total automatização dos dados, sem a necessidade de usar papéis e planilhas, a grande novidade do Elevate comparado aos demais programas genômicos disponíveis no mercado é, sem dúvida, a possibilidade de genotipar fêmeas Immunity+, uma exclusividade do Programa Semex. O Dr.Claudio Aragon explica que a seleção para saúde a partir da genômica já vem sendo desenvolvida há alguns anos pela empresa e tem apresentado resultados positivos no campo. “Por meio do Immunity+, identificamos um grande número de touros com capacidade de transmitir essa característica às suas filhas. Esses animais vêm sendo utilizados amplamente no Brasil e têm gerado fêmeas de maior longevidade e saúde, que produzem colostro de alta qualidade e conseguem uma recuperação rápida quando há casos de mastite”, acrescenta.

Então, agora, o produtor tem a possibilidade de identificar dentro do seu rebanho animais que carregam essa genética de imunidade e criar estratégias muito mais rentáveis para o seu negócio. Tudo isso literalmente na palma da mão. 

 

Mais informações:

Claudio Aragon – Diretor de Mercados Semex
(47) 9.9976-9049



Imprimir Artigo | Enviar Artigo por Email

Registre-se na nossa Mailing List para receber notícias da Semex Brazil por email